Ácido Salicílico

O ácido salicílico é um beta-hidro-ácido com propriedades queratolíticas e antimicrobianas, e que significa que afina a camada espessa da pele e age evitando a contaminação por bactérias e fundos oportunistas.

 É um ácido utilizado no tratamento de pele hiperqueratólica, isto é, super espessa, em condições de descamação, como acontece quando se tem caspa, dermatite, seborréica, ictose, psoríase e acne.

 Caracteriza-se também por regularizar a oleosidade e ser um antiinflamatório de grande potencial.

 A grande vantagem desse ácido é seu poder esfoliativo, e sua ação hidratante: ele tem a capacidade de penetrar nos poros para ajudar a remover a camada queratinizada, sendo muito menos irritante do que os outros produtos semelhantes.

 Ação polifuncional

 O ácido salicílico também é utilizado para combater acne, rugas finas, envelhecimento cutâneo, pois atua como esfoliante na superfície da pele e dentro dos poros, sem causar irritação cutânea elevada, algo que é comumente associado ao uso tópico do ácido glicólico.

 À medida que atua como esfoliante, ele faz com que a pele se torne cada vez mais fina, facilitado a penetração de outros ativos na epiderme, maximizando, assim a ação desses produtos. É por isso que é considerado um hidroxiácido de fundamental importância para a melhoria da aparência da pele envelhecida.

Fonte: Beleza total

Farinha de Maracujá

Todo mundo sabe que o maracujá é uma fruta excelente para sucos, e que é um ótimo calmante.

Porém além disso, sua polpa é rica em vitaminas do complexo B que regulam absorção de carboidratos, proteínas e lipídeos.

Também possui vitamina C, que é um poderoso antioxidante. Fortalece o sistema imunológico, auxilia na cicatrização de ferimentos e ajuda a prevenir anemia, além disso, suas folhas exercem maior efeito calmante podendo ser consumidas em chás.

Porém gestante e pessoas com pressão baixa devem evitar a bebida.

 E a casca?

Hoje em dia é possível encontrar a casca do maracujá no formato de farinha .

Basta Usar  1 (colher de sopa)  misturada nos sucos vitaminas ou nas refeições.

 A casca do maracujá é riquíssima  em fibras que melhoram o perfil lipídico no organismo, ajudam emagrecer e mudam o hábito intestinal. Todos estes benefícios são promovidos pela pectina.

 A pectina é uma fibra solúvel que promove a sensação de saciedade e absorve as gorduras no intestino. Por isso, ao mesmo tempo em que ela diminui o colesterol, também ajudas a perder peso, pois o corpo sente menos fome. A substância também controla a absorção de glicose, prevenindo o diabetes tipo 2.

 Como fazer a farinha de Maracujá

Lave o maracujá em água clorada ou deixe de molho com1 litrode água e 1 colher de vinagre.

  1. Enxágüe as frutas e retire suas polpas e sementes.
  2. Corte as cascas em fatias finas e distribua-as numa forma, deixando-as separadas uma das outras. Leve ao forno 200 graus C por 40 minutos, mexendo 2 vezes.
  3. Quando as cascas estiverem secas deixe-as esfriarem e bata no liquidificador até virar um pó.
  4. Passe a mistura numa peneira fina. Está pronta a farinha de maracujá.

 Como usar: Misture 1 colher (sobremesa) a iogurtes light, sucos, caldo de feijão ou em molhos.

 Fonte:Revista o poder dos sucos numero 1