As Hortências de Gramado

As hortências de gramado são lindíssimas e chamam atenção de turistas.

Quem quiser cultivar aproveitem as dicas.

Entretanto, a hortência é tóxica e o seu uso em locais de jogos infantís deverá ser evitada.

Nome Técnico:
Hydrangea macrophylla (Thunb.) Ser.
Sin.: Viburnum macrophyllum Thunb.

Nomes Populares :
Hortencia                           

Família :
Angiospermae – Família Hydrangeaceae (ex-Saxifragaceae)

Origem:
 Originária da China e Japão  

Descrição:

Arbusto de grande diâmetro, pode atingir cerca de 2,5 metros de altura e igual medida em largura.’

Seu tronco é lenhoso na base e herbáceo nos ramos novos de um ano.
As folhas são grandes, brilhantes, verde-escuras, serrilhadas na borda, de consistência coriácea e de inserção oposta no ramo.

As flores são pequenas reunidas em grande inflorescência, a maioria não fértil.
As cores encontradas são branca, rosa, azul, lilás.

Novos híbridos são oferecidos com flores rosa – forte, vermelha e azul escuro.
Floresce a partir do final da primavera.
Pode ser cultivada em regiões de invernos frios, como as do sul do país.

Cidades serranas do sul do país a cultivam nas beiras de estradas, para ornamentação de lugares públicos.

Cultivo:

Deve ser cultivada ao sol ou sob árvores, em solo fértil, rico em matéria orgânica e bem drenada.
Prefere solos areno-argilosos de textura média.

Para plantar a muda, preparar um buraco com tamanho maior que o torrão.
Dentro dele colocar adubo animal de curral, cerca de 1 kg ou cama de galinheiro, a metade desta quantidade.
Misturar composto orgânico ou turfa, adicionando 100 gramas de farinha de ossos.
Misturar tudo e colocar o torrão com a planta.
Completar com composto orgânico e regar bem.

A melhor época de plantar é no inverno, com a planta ainda em estado vegetativo.
Se plantar a muda já com flor no verão, regar todos os dias até uns 10 dias, para garantir a sobrevivência da muda.

A adubação da hortência obedece ao calendário de outono.
Podar a planta de maior dimensão para dar forma e controlar seu tamanho, adubando com mistura semelhante a que recomendo para o plantio, podendo trocar a farinha de ossos por adubo granulado NPK formulação 4-14-8, cerca de 100 gramas por muda.
Misturar os insumos e colocar ao redor da muda, incorporando ao solo do canteiro, regando a seguir.

Não há necessidade de podar mudas pequenas a não ser para incrementar o amento de ramos.

A adubação anual de inverno garantirá uma bela floração.

Uma curiosidade: as hortências azuis deste gênero podem mudar de cor conforme o pH do solo.
Adicionando calcáreo ao plantio ou incorporando um ano antes na adubação elas ficarão mais rosadas.

 Propagação e Mudas:

  As estacas retiradas pela poda do arbusto poderão servir para propagação.

Aparar as folhas de base sem danificar as gemas.
Cada estaca deverá ter pelo menos duas gemas inteiras sem dano.
Colocar em areia, casca de arroz carbonizada, vermiculita ou qualquer outro tipo de substrato inerte.
Manter a umidade do substrato, cobrindo com plástico e regando freqüente.
Quando notar o desenvolvimento das gemas, retirar o plástico.

Preparar recipientes com substrato semelhante ao do plantio, protegendo o furo de drenagem com geomanta ou brita.

Deixar em cultivo protegido até passar o frio do inverno, depois levar para o exterior até atingir o início do florescimento.

Fotos:  MIRIAM CARDOSO DE SOUZA

Anúncios